Ir para o conteúdo

História do SNS

Ano Anterior

1979


  • Ano Primeiro do Serviço Nacional de Saúde

1980


  • Ano da Declaração da Erradicação Mundial da Varíola

1981


  • Institucionalização da Carreira de Enfermagem

1982


  • Autonomia administrativa e financeira do SNS a cargo do Departamento de Gestão Financeira

1983


  • No IX Governo Constitucional, Mário Soares cria o Ministério da Saúde, que passa a estar separado dos Assuntos Sociais. Maldonado Gonelha é o seu primeiro titular

1984


  • Criação da Direção-Geral dos Cuidados de Saúde Primários, pondo fim aos Serviços Médico-Sociais da Previdência

1985


  • Laura Ayres destaca-se na condução do Grupo de Trabalho da SIDA

1986


  • Adesão de Portugal à União Europeia que marca o início de um novo ciclo para a Saúde

1987


  • Criação do Código Deontológico para a Indústria Farmacêutica

1988


  • Aprovação da Lei de Gestão Hospitalar

1989


  • Segunda Revisão Constitucional, que altera o artigo 64.º, estipulando o direito à proteção da saúde realizado pelo SNS «universal e geral e, tendo em conta as condições económicas e sociais dos cidadãos, tendencialmente gratuito».

1990


  • Aprovada a Lei de Bases da Saúde

1991


  • Primeiro Estatuto do Medicamento: inicia-se uma nova era no domínio da introdução no mercado, controlo de qualidade e fabrico de medicamentos de uso humano

1992


  • Início do Programa de Transplantes Hepáticos no Hospital Curry Cabral, dinamizado por João Rodrigues Pena e Eduardo Barroso

1993


  • Estabelecimento da Agência Europeia do Medicamento

1994


  • António Torrado da Silva lidera a Comissão Nacional de Saúde Materna e Infantil; o grande objetivo de atingir a taxa de um dígito de mortalidade perinatal tornou-se realidade, como já tinha acontecido para a mortalidade infantil, em 1993.

1995


  • Primeiro contrato de gestão privada de um hospital público - Hospital Fernando da Fonseca

1996


  • Conselho de Reflexão sobre a Saúde

1997


  • Contratualização dos Serviços de Saúde

1998


  • Liderança da Saúde da Mulher e Perinatal

1999


  • Institucionalização do Instituto da Qualidade em Saúde

2000


  • Vacina contra a hepatite B

2001


  • Rede de Referenciação Hospitalar de Urgência e Emergência

2002


  • Eliminação da poliomielite na Europa, certificada e declarada pela OMS

2003


  • Entidade Reguladora da Saúde

2004


  • Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia

2005


  • Redução da mortalidade infantil

2006


  • Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados

2007


  • Unidades de Saúde Familiares

2008


  • Agrupamentos de Centros de Saúde

2009


  • Alargamento do cheque-dentista

2010


  • Prescrição eletrónica do medicamento

2011


  • Normas de Orientação Clínica emitidas pela Direção-Geral da Saúde

2012


  • Arranque do novo Portal do Utente, integrado no projeto Plataforma de Dados da Saúde, permitindo registos de saúde feitos pelo utente e o recurso a serviços online como a marcação de consulta

2013


  • Novo regime da disponibilização, venda e consumo de bebidas alcoólicas a menores de idade

2014


  • Criação da Intervenção Precoce no Cancro Oral

2015


  • Introdução de terapêutica curativa para a Hepatite C

2016


  • Criação do Plano Nacional de Prevenção e Controle de Doenças Transmitidas por Vetores

2017


  • Primeiro transplante de coração artificial em Portugal por José Fragata, no Hospital de Santa Marta

2018


  • Aprovação da Estratégia Nacional para a Visão

2019


  • Implementação do projeto de um modelo de gestão autónoma para hospitais e ULS
Ano Seguinte
79
89
99
09
19

1979


Ano Primeiro do Serviço Nacional de Saúde

Em observação às propostas do Movimento das Forças Armadas de 25 de Abril de 1974, a Assembleia da República, a 15 de setembro de 1979, aprova a Lei apresentada pelo Partido Socialista, liderado por Mário Soares, durante o V Governo Constitucional, em sessão parlamentar presidida, simbolicamente, pelo deputado António Arnaut, em homenagem ao trabalho pioneiro que desenvolvera com Mário Mendes no II Governo Constitucional.